Alunos encantam em atuações intensas no palco da SEACAD 2017

Nara Lyra | 2:47 PM | 0 comentários

A Escola Estadual Professor Antonio Dantas abriu suas portas para receber um grande número de visitantes que estiveram presentes na noite do dia 24/11, para o encerramento da XVI SEACAD. Com a temática "AD SUSTENTÁVEL: O MUNDO É NOSSO!", os alunos, sob orientação de seus professores, apresentaram ao público uma mostra dos trabalhos que foram desenvolvidos dentro do PIP - Projeto de Inovação Pedagógica, ao longo do ano, por meio de encenações teatrais, música, danças, oficinas, salas temáticas e expositivas.

Como primeira apresentação no palco da 2a noite, os próprios alunos elaboraram e encenaram "O Índio e a Sociedade moderna", numa visão de que o advento da globalização influenciou de forma negativa a cultura e ocasionou uma resistência cultural em relação aos povos indígenas, principalmente no modo  como o índio é visto pela sociedade. Na sequência, mais uma turma, por meio de uma interpretação artística e corporal, nos trouxe "Arte Contemporânea: outros olhares, novas concepções", numa reflexão para reforçar a importância da preservação ambiental, fazendo um paralelo sobre nossa prática exagerada do consumismo, a valorização do possuir e ter mais e mais bem materiais e de como isso tem devastado nossas florestas e destruído o meio ambiente e os recursos naturais, em virtude de tanta produção de lixo e poluição.

"Caminhos para a Informática Sustentável" foi a apresentação dos alunos que fazem parte do MédioTec - Curso Manutenção e Suporte em Informática, que produziram um amolador de objetos a partir de um HD com defeito, numa perspectiva sustentável, valorizando os resíduos sólidos e transformando em algo utilizável. Os gestores Juvanci Morais e Junior Oliveira ofereceram MENÇÃO HONROSA aos colegas que alcançaram a tão sonhada e merecida aposentadoria no ano de 2017, em forma de reconhecimento pelos serviços prestados à nossa escola durante sua vida profissional. Foram agraciadas: Maria Alba Fernandes Rezende, Maria Auxiliadora Leita, Maria da Saúde Torres Fernandes e Rosângela Maria de Medeiros.

Um dos momentos mais envolventes e encantadores foi o espetáculo "Súplica da Terra", uma apresentação teatral com música e dança, de autoria do aluno Victor Silva. Mostraram um olhar sobre a raça humana em uma perspectiva totalmente diferente: a da própria mãe natureza relatando suas experiências, sentimentos e emoções com relação ao ser humano. Os intervalos desta noite ficaram por conta dos alunos Cosmo Junior, Julia Morais e Joel no violão, no momento "Música Boa na SEACAD". A dupla Ana Vitória e Pedro Rhuan, em voz e violão, prestaram homenagem ao professor Givanilson Caetano, coordenador do projeto Astronomia e Astronáutica.

E para encerrar a 16a edição da SEACAD, os alunos do turno vespertino proporcionaram um espetáculo de primeiríssima grandeza numa adaptação de "Morte e Vida Severina", poema de João Cabral de Melo Neto. Levaram o público a uma reflexão de que talvez a fome de esperança, mate mais do que a fome de comida. Vivemos tempos obscuros e de insegurança, em que o governo maltrata e não cuida do seu povo, nos lesa a todo instante. Morremos um pouco quando somos amordaçados, retiram nossos direitos, negam nossa existência. A fome de comida vai embora quando alguém te estende a mão, mas a fome de esperança, quem pode matar, senão nós mesmos?!

Dias intensos e noites memoráveis, assim podemos definir a XVI SEACAD.

Créditos de algumas imagens: Rállyson Nunes

Category:

0 comentários