Professor se destaca com aulas criativas de Física e é convocado pelo Google

Tarcio Breno | 1:54 PM | 0 comentários

Idelfrânio Moreira nunca cursou faculdade de Física, mas leciona há 20 anos em Fortaleza. Com o sucesso em sala de aula, enveredou pela internet, onde virou referência

“Você sabe Física, só não sabe que sabe!” É assim que Idelfrânio Moreira convence seus alunos a estudarem a disciplina, sem resistência ou preconceito. Mesmo sem ter cursado faculdade, ele leciona há 20 anos e desenvolve um novo método de estudar a Física. Com a divulgação de vídeoaulas criativas no Youtube há cinco anos, ele foi um dos 40 educadores selecionados em todo o Brasil para participar de um treinamento em tecnologias educacionais no Google.

Em seu canal, é possível acessar sessões específicas para Escolas Militares, Academia Enem, Fenômenos Físicos e Vestibulares tradicionais. Além de explicar o conteúdo, ele também responde a questões de Física e comenta o resultado, como estão nas sessões: “Eu sei o que vocês erraram na questão passada”, “Simulando Enem”, “Se essa questão fosse minha”, “Plantão da física marginal” e “As questões (de Física) mais legais do mundo”.

Uma das sessões mais irreverentes é nomeada pelo jargão do professor: “Você sabe física, só não sabe que sabe”. Nela, Idelfrânio utiliza cenas do cotidiano para mostrar que a Física é aplicável e que na maioria das vezes o aluno entende o processo físico, mas não parou para pensar nos termos técnicos. Além de explicar, ele costuma usar frases da literatura brasileira para contextualizar os assuntos.

Convite do Google

A publicação dos vídeos na internet chamou a atenção de uma das maiores empresas multinacionais de serviços online, o Google, que convidou o professor a fazer parte da seleção de um time de 40 educadores do Brasil para participar de um treinamento na sede do Google no Brasil, onde eles seriam capacitados para utilizar o potencial de seu canal no Youtube e acelerar o processo de tecnologia educacional via internet.

“Eu fiquei muito feliz e surpreso, pois eu persisto muito na Física Marginal. Meus vídeos nem tinham tanta repercussão assim, eu tinha, no máximo, 300 assinantes. Isso prova que a curadoria da Fundação Lemann não escolhe pela quantidade, e sim pelo conteúdo. Ratifica o trabalho que eu tô fazendo e mostra que estou indo no caminho certo”, conclui.

Todos os 40 educadores selecionados explicaram como trabalham, e receberam treinamento do Google para aprimorar educação e tecnologia via internet. Eles farão parte de uma sessão dentro do site Youtube sinalizada pelo Google como as melhores videoaulas em língua portuguesa.

Category:

0 comentários