Culinária Apodienses

Wiara Costa | 2:35 PM | 0 comentários


Cocada
Doce de coco, com açúcar branco ou escuro, consistente, cortada a massa em forma de quadrinhos ou discos. A cocada é uma das gulodices mais antigas e difundidas no Brasil.


Cuscuz

É a massa de milho, pilada, temperada com sal, cozida ao vapor d'água e depois umedecida com leite de coco. Com ou sem açúcar. Era, outrora, de feitura caseira. Atualmente industrializado, é vendido por todo o Brasil. Fazem-no também de mandioca, arroz, macaxeira (aipim) e inhame, contudo o de milho é consumido numa proporção de 95%, cotidianamente com manteiga, figura no café matinal ou na ceia frugal ao anoitecer. Dissolvem-no no leite de vaca, cuscuz com leite, sopinha gostosa e fácil.


Feijão Verde

Servido com farinha de mandioca e/ou manteiga do sertão


Linguiça do sertão 

Linguiça típica do interior do Nordeste.


Macaxeira

No Norte e no Nordeste, aipi (ou aipim), com variedades (macaxeira-pocoré ou aipim amarelo, no Ceará). Da macaxeira podem ser extraídas bebidas como a caopemacaxeira, consumida ainda por certas tribos do Pará e do Amazonas.
Paçoca 

Carne de Sol desfiada, misturada com farinha de mandioca e cebola.


Tapioca

Espécie de beiju, feito de goma de mandioca meio seca e cozida em uma vasilha rasa e circular, tomando assim a sua forma. Recebe, às vezes, uma certa porção de coco ralado, coberto com uma camada fina da mesma goma, revirada para cozer esta parte, e dobrada ao meio, ficando assim com a feição de um semicírculo. São chamadas de tapiocas de coco. 

Carne-de-sol

É uma base da alimentação do Nordeste, insubstituível e indispensável. Onde a mesma recebe os nomes de: Carne do Ceará, Carne do Sertão, Carne Seca e Carne de Vento, dependendo do Estado nordestino e da região.

Category:

0 comentários