Homenagem a Professora Janeide Cruz

marly | 6:16 AM | 0 comentários


Filha de agricultor alfabetizadora
Janeide Cruz é a décima filha de um agricultor e uma dona de casa da zona rural de Caraúbas, cidade a 305 km de Natal (RN). O sítio da família só recebeu energia elétrica na década de 1970. Mesmo com algumas limitações, Janeide e seus 9 irmãos sempre tiveram a educação como prioridade. Hoje, ela é uma das responsáveis pelo Ensino de Jovens e Adultos do Estado do Rio Grande do Norte. Janeide coordena as ações do Estado no programa federal Brasil Alfabetizado e faz parte do comitê criador do Ano Paulo Freire de Educação no Rio Grande do Norte, o principal projeto de Educação de Jovens e Adultos do Rio Grande do Norte lançado esse ano.
Janeide
Ela nasceu em 1963, o mesmo ano de início do projeto que ficou conhecido como "As 40 horas de Angicos" e que tornou a metodologia de Paulo Freire nacional e internacionalmente conhecida. Cinco anos depois desse importante projeto e a 370 km da cidade de Angicos (RN), Janeide era alfabetizada precocemente no sítio por duas irmãs que eram professoras e tinha as primeiras aulas de matemática com o pai. "Meu pai foi um agricultor, mas sabia ler e era muito respeitado na cidade por isso. Ele e minha mãe sempre deram muito valor à educação e ao conhecimento. Toda noite a família se reunia em volta do rádio para ouvir A Hora do Brasil", conta a filha de Seu João da Cruz, que nunca frequentou a escola e foi alfabetizado por uma tia em casa. Todo final de dia, ele colocava Janeide em cima da cerca para contar os carneiros do sitio e dizer ao pai se estava faltando algum animal.
"Só descobri que meu pai era um excelente professor de matemática quando estava estudando Metodologia da Matemática no Magistério", diz. Foi também no magistério que se descobriu uma apaixonada por educação. Sempre uma das melhores da turma, tornou-se professora substituta na mesma escola que estudou. Depois, mudou-se para Apodi, a 340km de Natal, como professora concursada e foi promovida à diretora. Como as três filhas foram mudando aos poucos para fazer universidade em Natal, ela conseguiu transferência no emprego. Pouco tempo depois, foi convidada para coordenar as ações do Estado no Programa Brasil Alfabetizado.
 

Category:

0 comentários