ATENÇÃO,COLEGAS PROFESSORES!

marly | 4:16 AM | 0 comentários


Neste início de ano, os professores devem ter alguns cuidados básicos com a voz
Depois de um período de recesso, os professores estão de volta às salas de aula.
Nessa volta, eles se deparam com alguns problemas relacionados à voz.
O barulho, a poeira, em algumas escolas ainda resiste o velho quadro de giz, o calor e o ambiente podem prejudicar o instrumento de trabalho do professor.
A sua voz é muito importante. Sem ela, fica muito difícil para ele dar aulas, conversar com os alunos, tirar as dúvidas.
É comum o professor se queixar de que está perdendo a voz, ou de que ficou rouco por causa do excesso de barulho provocado pelos alunos nesse período em que começam as aulas.
No primeiro dia de aula, depois do recesso, o professor geralmente sente uma irritação na garganta. É um sinal de que a voz precisa ser cuidada.
A fonoaudióloga Aleksandra Holanda alerta para os riscos da falta de uma higiene vocal adequada.
Assim como as pessoas precisam ter sua higiene corporal em dia, manter o corpo limpo, precisam também fazer sua higiene vocal, que são normas básicas para evitar o aparecimento de doenças.
Segundo ela, os primeiros sinais de problemas com a voz são: secura na garganta, dor no pescoço e falha na voz. Ao perceber isso, o profissional da voz precisa se cuidar para não prejudicar ainda mais o instrumento de trabalho. Para quem falar muito, ficar sem falar é uma tortura. “É preciso evitar os abusos vocais, como pigarrear, raspar a garganta, tossir e fazer competição sonora. A musculatura da laringe tem uma fadiga rápida, por isso esses cuidados”, alerta a fonoaudióloga.
Para fazer a higiene vocal, alguns passos simples podem ajudar a evitar o aparecimento de doenças, como ao escovar os dentes, gargarejar água para limpar a garganta e exercitar a musculatura da laringe; fazer vibrantes com a boca, vibrando o “r”; bocejar, quando falar, falar na verticalidade, abrindo bem a boca para pronunciar as palavras, o que evitará a tensão das pregas vocais; deixar a boca sempre molhada; estimular as glândulas salivares, molhando os lábios ou sugando o interior da boca.
Alimentos leves também podem ajudar a manter a voz em prefeito estado. “Deve-se mastigar bem os alimentos, o que ajuda a relaxar a musculatura da mandíbula, melhorando a dicção”, diz Aleksandra.
Segundo ela, um dos vilões dos problemas relacionados à voz é o ar-condicionado, que resseca a laringe. “Diante disso, o profissional deve estar o tempo todo lubrificando a garganta, tomando goles de água ou deixando a boca molhada”, ressalta.
Ao aparecerem os primeiros sintomas de problemas vocais, o professor deve procurar um profissional, que irá avaliar e diagnosticar a gravidade do problema.





Box
Para conservar a voz, deve-se evitar:

- Falar muito se estiver gripado. Dar aulas mais lúdicas, sem usar muito a voz;

- Ficar muito tempo exposto ao ar-condicionado, que pode ressecar a laringe;

- Tomar café quente ou água gelada. Se tomar, deixe o líquido na boca por alguns segundos para que fique na temperatura ideal;

- Pastilha, que resseca a laringe.

Category:

0 comentários